terça, 05 junho 2018 16:56

Visita à Belmont Mineração: alunos de Engenharia Civil realizam visita técnica à empresa itabirana

No dia 23 de maio, os alunos do curso de Engenharia Civil realizaram visita de campo à empresa Belmont, que trabalha com a exploração de esmeraldas. Essa visita foi coordenada pela professora Me. Juni Cordeiro, que ministra a disciplina Geologia, e os alunos foram acompanhados pelo geólogo Marcelo Lázaro. Os alunos puderam compreender os processos geológicos envolvidos na mineralização das esmeraldas da região, consolidando os conceitos geológicos aprendidos em sala de aula. Eles visitaram a mina subterrânea, o galpão de testemunhos de sondagem e observaram o processo de beneficiamento das gemas, que permitiram entender as atividades desenvolvidas nas diferentes etapas de um empreendimento minerário.

Para os alunos, esse tipo de atividade é de extrema relevância, pois permite assimilar melhor o conteúdo visto em sala, como afirma Ana paula Alves F. Nunes, do 5º período de Engenharia Civil: “Participar da visita na mineradora Belmont foi uma excelente experiência e vivenciar todo o processo de exploração da esmeralda foi muito enriquecedor em termos de conhecimento. A atividade visita técnica é de suma importância para o aluno assimilar o conteúdo ministrado nas disciplinas e uma oportunidade ímpar de nortear o graduando em sua vida profissional. Assim, a visita técnica como metodologia complementar de ensino é muito relevante para a formação acadêmica do discente e um diferencial de qualidade no ensino da Funcesi”.

E para Mikael Schumaker L. Duarte, do 5º período do mesmo curso, a Funcesi é uma faculdade que se preocupa em oportunizar esse tipo de atividade muito importante para o aprendizado mais sólido: “Parabenizo a professora Juni pela iniciativa da visita à Mina da Belmont e a Funcesi por proporcionar aos alunos uma "aula prática" fora do campus da faculdade. Acredito que os alunos que participaram dessa visita técnica agregaram conhecimento ao ver na prática um trabalho de extração de esmeralda”.

Para a professora Juni Cordeio a satisfação com o interesse dos alunos é a razão para que o papel do ensino se justifique: “Fiquei orgulhosa dos nossos alunos! Mostraram domínio do conteúdo e muita desenvoltura com os questionamentos ao Geólogo”.

Leia 2253 times

Receba informações