quarta, 08 maio 2019 17:20

FUNCESI foi palco do 10º Congresso Estadual de Profissionais de MG

FUNCESI foi palco do 10º Congresso Estadual de Profissionais de MG

A reunião é uma preparação para o Congresso Estadual de Profissionais (CEP) realizado pelo Crea-MG com o objetivo de discutir e propor políticas para o desenvolvimento regional e nacional

Objetivando discutir e propor políticas, estratégias, diretrizes e programas de atuação relacionados ao tema central “Estratégias da Engenharia e da Agronomia para o Desenvolvimento Nacional”, aconteceu no dia 25 de abril, nas dependências da FUNCESI, o 10o Congresso Estadual de Profissionais de Minas Gerais – CEP/MG).           

O encontro é promovido pela inspetoria do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG) de Itabira e tem por objetivo reunir profissionais das áreas da engenharia, agronomia e geociências para pensar, discutir e propor políticas para o desenvolvimento regional e nacional.

“As discussões se darão em torno de cinco eixos temáticos: inovações tecnológicas, recursos naturais, infraestrutura, atuação profissional e atuação das empresas de engenharia. As propostas serão sistematizadas e enviadas para a etapa regional, e depois consolidadas durante o CEP, que será em Belo Horizonte, do dia 4 a 6 de julho de 2019”, explicou José Silvério de Souza, Inspetor Chefe do CREA em Itabira.

“Essa dinâmica do Congresso Estadual de Profissionais de Minas Gerais – CEP”, segundo ele, “tem como objetivo definir alguns pontos e conceitos para serem discutidos no Confea, em nível nacional. Assim foram determinados cinco eixos temáticos, dentre eles inovações tecnológicas, recursos naturais, infraestrutura, atuação profissional e atuação das empresas de engenharia. E, em cada inspetoria, acontece o CEP. Ele está acontecendo em Minas há aproximadamente 30 dias e, em cada data, é marcada numa inspetoria. Cada cidade enviará as sugestões para serem discutidas e votadas no Confea nacional”.

Para Bruna de Carvalho Fonseca Lage, coordenadora do curso de Engenharia Civil, a participação da FUNCESI para sediar tal evento foi de suma importância uma vez que possui os cursos de engenharia civil, engenharia ambiental e engenharia de produção. “Além disso, por ser uma instituição de ensino, fomenta as discussões entre professores e alunos no que tange à inovação, recursos naturais, infraestrutura e atuação profissional e das empresas de engenharia, eixos que foram debatidos no CEP”, detalhou.

Ainda segundo Bruna, “as propostas apresentadas no evento serão encaminhadas para o Congresso Nacional de Profissional (CNP) e após aprovadas, contribuirão para o desenvolvimento nacional sustentável. E as propostas locais e regionais discutidas poderão promover o desenvolvimento sustentável de Itabira e região”.

Leia 89 times

Receba informações