quinta, 18 julho 2019 18:10

FUNCESI investe na capacitação de seus professores

Formar profissionais de excelência para o mercado é o objetivo principal da Instituição ao capacitar seus professores com os melhores profissionais

A Funcesi investe sempre na qualidade dos seus cursos, e isso não é possível sem investir também na formação continuada do seu corpo docente.

Durante o primeiro semestre de 2019 a Instituição promoveu um ciclo de capacitações focadas no fomento das metodologias ativas na prática docente. “Como sempre fazemos, essa capacitação visa possibilitar ao nosso corpo docente uma formação continuada, com objetivo de melhorar e inovar as práticas pedagógicas”, explicou Regina Maria Pimentel de Caux, coordenadora do NADEP e responsável pela atividade.

“Dessa forma, buscando sempre a melhoria do ensino, trazendo profissionais gabaritados e com currículo invejado para capacitar nossos educadores, estamos contribuindo para a formação sólida dos alunos da nossa Instituição que são, em síntese, os futuros profissionais que o mercado brasileiro tanto necessita”, ressaltou Regina.

Na etapa do dia 4 de julho, os professores da Instituição e duas professoras convidadas da UNIFEI participaram dessa etapa, que teve como tema “Estratégias de Sala de Aula”. E, mais uma vez, a FUNCESI trouxe para conduzir os trabalhos um dos mais respeitados e conhecidos educadores brasileiros – Cláudio de Moura Castro.

Para o professor Cláudio Castro, a maioria dos professores brasileiros combina uma “pedagogia obsoleta e anticientífica com formas toscas e pouco esclarecidas de estudar”. “Então, a minha participação aqui na FUNCESI é, principalmente, reforçar a importância das capacitações para as inovações  pedagógicas dos nossos professores, em todas as áreas do conhecimento”, explicou o professor Cláudio de Moura Castro.

Segundo Iara Alves, professora e coordenadora do curso de Engenharia da Mobilidade da Unifei e uma das convidadas da FUNCESI para a capacitação docente, a relação com a Instituição já existe há bastante tempo. “Nós, especificamente, a professora Renata e eu, que somos representantes do Grupo de Pesquisa MAES - Metodologias Ativas no Ensino Superior -, já ministramos uma capacitação de formação de professores de estratégias de ensino para os professores da FUNCESI, no final do ano passado. Então, é com muita satisfação que viemos participar e esperamos aprender um pouco com o professor Cláudio, que tem uma importância grande dentro do cenário das estratégias de ensino e nós viemos com esse objetivo de aprender um pouco mais”.

Renata dos Santos, professora de Língua Portuguesa e Metodologia da Pesquisa da Unifei, também faz coro com sua colega Iara. “Eu trabalho disciplinas básicas para todas as engenharias. E participar dessa capacitação é muito bom. Eu vejo isso como uma grande oportunidade de nós aprendermos cada vez mais. Essa parceria nós já temos com a FUNCESI há algum tempo, ministrando capacitações tanto aqui quanto a FUNCESI participando lá conosco e é uma forma de estreitarmos laços entre as instituições de ensino. Tendo como professor o educador Cláudio Castro, então, é o ápice profissional para qualquer profissional que trabalhe com educação”.

Para a coordenadora do Núcleo de Atendimento e Desenvolvimento Psicopedagógico e Educação Inclusiva da FUNCESI (NADEP), Regina Maria Pimentel de Caux, estudar em uma instituição que se preocupa e investe em inovações pedagógicas é um grande diferencial para a qualidade da formação.

Quem é Cláudio de Moura Castro?

 Cláudio de Moura Castro (1938) é um economista brasileiro, professor e especialista em educação. Nasceu no Rio de Janeiro e é graduado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Tem mestrado em Economia pela Universidade de Yale e iniciou o doutorado na Universidade da Califórnia em Berkeley, concluído na Universidade de Vanderbilt.

 Lecionou em renomadas universidades do Brasil e do mundo, entre elas, a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, a Fundação Getúlio Vargas, a Universidade de Brasília, a Universidade de Chicago, a Universidade de Genebra e a Universidade da Borgonha.

 Entre 1979 e 1982 foi diretor geral da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Entre 1982 e 1985 foi secretário-executivo do Centro Nacional de Recursos Humanos. Entre 1970 e 1985 foi técnico do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.

 No exterior, Cláudio de Moura Castro foi Chefe da Divisão de Políticas de Formação da OIT, em Genebra. Foi Economista Sênior de Recursos Humanos do Banco Mundial, em Washington. Foi chefe da Divisão de Programas Sociais do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Ao aposentar-se do BID, assumiu a Presidência do Conselho Consultivo da Faculdade Pitágoras. É assessor especial da Presidência do Grupo Positivo.

 Cláudio de Moura Castro é um especialista em educação e como economista vem avaliando as mazelas da educação brasileira a partir dos fatos. É autor de diversos artigos científicos e mais de 35 livros publicados, entre eles: “Educação Brasileira: Consertos e Remédios” (1984), “Os Tortuosos Caminhos da Educação Brasileira” (2013), uma coletânea dos ensaios publicados mensalmente na sua coluna na revista Veja, e “Você Sabe Estudar” (2015).

Leia 144 times

Receba informações