sexta, 09 agosto 2019 10:40

Comunidade do Morro Santo Antônio, em Itabira, recebe agasalho arrecadado por projeto de extensão da Funcesi e Unifei

 

Coordenado pelo programa Maré Verde, a iniciativa Aquecendo Corações entregou roupas, acessórios e cobertores para mais de sete famílias da comunidade quilombola

 O inverno é a estação mais fria do ano e, infelizmente, não são todas as pessoas que conseguem se manter aquecidas durante este período. Visando reconfortar famílias que necessitam de ajuda para suportar as baixas temperaturas, o  Programa Maré Verde, realizou durante o mês de junho a campanha “Aquecendo Corações”.

 Desenvolvido por alunos e professores da Funcesi e da Unifei, a iniciativa foi responsável por arrecadar diversas roupas, acessórios e cobertores para a comunidade quilombola do Morro Santo Antônio e região, em Itabira. Com envolvimento de pelo menos dez voluntários, a campanha “Aquecendo Corações” entregou para mais de sete famílias as doações recolhidos nas duas instituições.

 Vinícius Aparecido de Souza, representante da comunidade, contou que, além das doações entregues às famílias, outros agasalhos foram deixados na Sede da Associação para que os moradores pudessem buscar. “Estamos distribuindo juntos, muito obrigado”, agradeceu o representante.

 Para o aluno da Funcesi e coordenador do programa, Giuliano Costa Oliveira, projetos como este desempenham um papel fundamental na comunidade, já que, através deles, é possível criar possibilidades e propor desenvolvimento nas áreas carentes da região. “Sempre visamos melhorar a qualidade de vida das pessoas em situação de risco, por meio desses projetos colaboramos para uma sociedade mais justa”, disse o estudante.

 Além de contribuir para o bem-estar dos itabiranos, a iniciativa, segundo Giuliano, também é uma forma dos alunos do ensino superior, da Funcesi e Unifei, aplicarem e aprimorarem os conhecimentos adquiridos em sala de aula em prol do conforto dos moradores, que se encontram em situação de vulnerabilidade social. “Temos a possibilidade de exercer e conhecer como as coisas funcionam na prática”, ressaltou o coordenador.

 Para o professor do curso de Direito da Funcesi, Diogo Luma, todas as ações do Programa Maré Verde são integradas e realizadas em diversos bairros e comunidades de Itabira. “Os alunos possuem autonomia para executar as iniciativas, mas em todos os momentos, nós professores envolvidos, estamos presentes para orientá-los”, afirmou o professor.

 Conheça o Maré Verde

 De caráter extensivo, o Programa Maré Verde  desenvolve atividades por meio de práticas acadêmicas que interligam a Funcesi e Unifei às comunidades envolvidas, visando atender demandas sociais e proporcionar uma formação mais cidadã aos envolvidos nos trabalhos.

 As atividades oferecidas caracterizam-se por ações de caráter teórico ou prático, planejadas e organizadas de forma sistemática após estudos das regiões a serem abrangidas e definidas por uma carga horária mínima a ser aplicada.

 Este Programa tem por missão formar uma rede colaborativa e integrada a fim de beneficiar de forma permanente as comunidades participantes.

 Busca-se, também, o envolvimento de toda a comunidade universitária e local como: alunos, professores, servidores técnico-administrativos, governo municipal e demais entidades interessadas.

Leia 227 times

Receba informações