quarta, 04 dezembro 2019 17:30

Projeto da Funcesi viabiliza criação de andador infantil feito de PVC

A iniciativa visa criar um equipamento prático que utilize material mais acessível e barato!

O andador infantil é um equipamento que permite a uma criança andar. Ele normalmente é recomendado pelo fisioterapeuta a pacientes que estão em recuperação ou que ficaram debilitadas devido a algum trauma sofrido. Por se tratar de um instrumento de reabilitação, muitas vezes, ter um andador infantil foge do orçamento dos pacientes.

Com a proposta de tornar mais acessível esse equipamento, o Escritório Escola de Engenharia Civil (ESEC) da Funcesi desenvolveu um andador infantil feito de policloreto de vinila, o famoso PVC. Estudantes participaram de uma oficina que ensinou passo a passo como construir um andador usando o material. De acordo com a coordenadora acadêmica da Fisioterapia, Juliana Aparecida Braga Cruz, a pesquisa e o projeto proporcionam à Instituição estender seu saber à comunidade além de viabilizar ao aluno vivenciar o conhecimento através da assistência, dentro de seu  contexto social.

Diversos estudantes que participaram da oficina ficaram interessados na proposta. Durante o encontro, dois andadores infantis foram montados pelos próprios alunos. Alguns deles, satisfeitos com o projeto, contaram em forma de depoimento um pouco sobre a experiência de criar um equipamento tão importante:

 

Gabriela Azevedo Costa – Estudante do 8º período de Fisioterapia

No último dia 23, participei da oficina sobre o Projeto de andador infantil e achei muito interessante a iniciativa e a preocupação em montar um andador de baixo custo, que pode ser feito por qualquer pessoa, vimos que temos a possibilidade de ajudar muitos pacientes, fazendo diversas órteses de baixo custo. O projeto foi muito enriquecedor e ampliou nosso conhecimento sobre o assunto.

 

Alice Martins de Magalhães – Fisioterapeuta e professora do curso de Fisioterapia

Fico muito grata e orgulhosa por ter participado do projeto do andador infantil, desde que ele era só um sonho. Desde o ano passado, temos pensado em transformar este sonho em realidade e isto se tornou possível após conversar com as coordenadoras dos cursos de Fisioterapia e Engenharia Civil, as professoras Juliana e Bruna. Através delas, eu e a professora Daniella chegamos à professora Nara, que coordena os alunos de engenharia no ESEC. Com muita presteza, ela e os alunos estudaram, planejaram e construíram um andador infantil leve, bonito e de baixo custo. Os estudantes de fisioterapia testaram o andador com duas crianças, que ficaram encantadas com o dispositivo e, carinhosamente, o nomearam de “Tedy”. Futuramente, planejamos fazer o andador adulto, o cicloergômetro e um sistema de suspensão para treino de marcha com suporte de peso – dispositivos que poderão ser doados a pacientes carentes. Todas essas atitudes são benéficas para os estudantes, os professores e os pacientes da clínica-escola, cumprindo com os preceitos da FUNCESI de contribuir para a comunidade.

 

Enil Mendes e Pâmela Fideles- Aluno do 8° período de engenharia civil, membro da ESEC e sua esposa aluna da fisioterapia

Uma mistura de construção com reabilitação, construir sonhos e reabilitar pessoas. Encontramos entre a firmeza da Engenharia Civil e  a doçura da Fisioterapia um ponto de apoio, onde profissões tão distintas, se encontram  em um projeto simples em estrutura, mas grande em dimensão. Gratidão a Funcesi por ser uma instituição que além de formar profissionais, apoia  um projeto tão bacana no qual foi possível agregar profissões e mostrar que não existe barreira profissional capaz de impedir a vontade de ajudar ao próximo. "Pequenas Atitudes que mudam o Mundo".

 

Nara Linhares- Professora do curso de engenharia civil e orientadora do projeto da ESEC

A experiência que a realização deste projeto nos proporcionou foi além de qualquer expectativa. O projeto do andador é só o início de grandiosas possibilidades de desenvolvimento de engenharia aplicada, com forte caráter social, colaborando com o bem estar do próximo. O Escritório Escola de Engenharia Civil veio para fazer a diferença, praticar a boa engenharia e melhorar a vida de quem precisa com projetos e sonhos! Agradeço ao envolvidos e em especial aos integrantes do curso de fisioterapia por dividirem conosco uma proposta tão emocionante. 

 

Mikael Shumaker Lage Duarte - Aluno do 8º período de Engenharia Civil, membro da ESEC

Foi muito gratificante participar da execução e da montagem deste projeto, e ver a alegria das crianças quando utilizaram nosso equipamento. Com  pequenos atos podemos transformar uma vida e de uma forma esplendorosa. É para isso que participo do ESEC, para transformar vidas.

Leia 1117 times

Receba informações